A Fundação José Saramago (FJS) e a Embaixada da Grécia em Portugal apresentam na quinta-feira, em Lisboa, um documentário dedicado ao escritor grego Nikos Kazantzakis, a que se seguirá um debate sobre o autor e a sua obra.

No documentário “A obra, acima de tudo”, investigadores, académicos, professores universitários especialistas em Kazantzakis, bem como pessoas comuns, falam da relação do escritor com Deus, com a vida, com o amor, com a amizade, com a música, o seu meio ambiente e a sua filosofia, em depoimentos filmados em Creta, Atenas, Egina e Salónica.

Nikos Kazantzakis (1883-1957), autor de obras como “A Última Tentação de Cristo” (adaptada ao cinema por Martin Scorsese) ou “Zorba, o Grego”, é o escritor grego do século XX mais conhecido fora do seu país, estando a sua obra, que percorre diversos géneros, traduzida em dezenas de línguas.

A embaixada justifica a importância deste documentário com o facto de, em Portugal, as escassas traduções existentes (feitas a partir do francês e não do original) estarem há muito esgotadas, o que contribui para que o autor cretense e a sua obra permaneçam desconhecidos de muitos leitores portugueses.

A obra de Nikos Kazantzakis encontra-se actualmente a ser objeto, na Grécia, "de uma merecida reavaliação crítica", acrescenta.

O documentário e o debate – a cargo de José António Costa Ideias, professor universitário, neo-helenista, Carlos Avilez, director do Teatro Experimental de Cascais, que dirigiu "Cristo Recrucificado", e Bárbara Wong, jornalista do Público – terão lugar na Casa dos Bicos, sede da FJS.

São ainda parceiros, na organização deste evento, a Secção Portuguesa da Sociedade dos Amigos de Nikos Kazantzakis- SIANK – sinalizando o 30.º aniversário da sua existência - e a Associação Cultural Luso-grega “Parafonia”.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.