A acusação e a defesa concordaram com a seleção dos 12 jurados e seis suplentes, depois de interrogarem mais de 700 candidatos em potencial convocados para o tribunal durante duas semanas.

Aqueles que eram vistos como imparciais ou conheciam o réu ou as suas supostas vítimas - como a top model Gigi Hadid - foram deixados de lado.

Weinstein, de 67 anos, pode ser condenado a uma pena máxima de prisão perpétua se for considerado culpado de agressão sexual predatória, neste caso considerado emblemático para o movimento #MeToo.

O julgamento deve durar cerca de dois meses e terminar a 6 de março. As alegações iniciais da acusação e defesa estão agendadas para quarta-feira, 22 de janeiro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.