A 19.ª edição da exposição, inaugurada na passada quinta-feira, Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, pode ser apreciada até dia 31 deste mês, nas páginas da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) e do Centro de Paralisia Cerebral de Beja (CPCB) na rede social Facebook.

A exposição inclui obras que foram pintadas por seis utentes no ateliê de pintura do Centro de Atividades Ocupacionais do CPCB, para o qual vão reverter as receitas da venda dos quadros.

Segundo a EDIA, que apadrinha a exposição, promovida pelo CPCB, as obras refletem visões artísticas, descomprometidas e não formatadas dos autores sobre o mundo.

No ateliê de pintura, os "traços" dos autores fluíram "livres e despidos de estereótipos", dando origem às obras da exposição, com títulos como "A Boneca ao Sol", "A Menina das Pulseiras" e "Toscano Barrigudo".

Os "artistas" jovens e adultos pintam quadros todos os anos e já assumiram a realização anual da exposição "como um ritual", explica a EDIA, referindo que a mostra, desde 2002, é "um dos estímulos ao desenvolvimento intelectual" dos utentes do CPCB, "reforçando" as suas integração e inclusão social e aumentando a sua autoestima.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.