Ainda este mês, vai estar nas livrarias “Desobediência Civil”, de Hannah Arendt, um ensaio que reflete sobre as tentativas de justificar legalmente a desobediência civil, colocando-se no lugar do indivíduo que “desobedece”, quando, na verdade, este nunca é um ato isolado, mas de um grupo de pessoas com determinados interesses.

Outro ensaio que a Relógio d’Água lança este mês é “A Ideia de Europa”, de George Steiner, em que o autor tenta definir a ideia de Europa e identidade europeia, usando para tal o espaço físico dos cafés, enquanto lugar de alimento desta ideia, espaço de entrevistas, conspirações, debates e mexericos.

Ainda no âmbito da não ficção, saem também este mês “O Universo ao Alcance da Mão”, do físico Christophe Galfard, e o livro “A Poesia como Arte Insurgente”, de Lawrence Ferlinghetti, enquanto na ficção a editora destaca “O Homem Duplo”, de Philip K. Dick, autor do livro “Será que os Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas?”, que deu origem ao filme “Blade Runner”.

Deste último escritor sai também este ano “Relatório Minoritário e outros contos”, tendo a história que dá título ao livro originado também uma adaptação cinematográfica com o mesmo nome.

Em fevereiro saem mais dois ensaios, “A Arte da Vida”, do recentemente falecido Zygmunt Bauman, sobre a busca da felicidade, e “Pensamentos”, de Blaise Pascal, bem como o segundo romance do escritor indiano Karan Mahajan, “A Associação das Pequenas Bombas”, sobre como a explosão de uma pequena bomba muda para sempre a vida das personagens, e “Não digas que não temos nada”, da canadiana Madeleine Thien.

No mesmo mês, está previsto o lançamento de mais uma obra do Projeto Shakespeare, “Sonho de uma noite de Verão”.

O escritor norueguês Karl Ove Knausgard terá três livros editados pela Relógio d´Água durante o primeiro semestre deste ano: o quinto volume da saga “A Minha Luta” (em junho) e mais dois volumes da sua série de quatro ensaios, “No inverno” (em março) e “Na primavera” (em maio), que sucedem o já publicado “No outono”.

Até junho, estão ainda previstas as publicações de “Os Diários”, de Virgina Woolf, “A Casa Abandonada”, de Charles Dickens, ou “Um Deus em Ruínas”, de Kate Atkinson.

A editora anunciou a publicação de um livro de “Canções: 2002-2012”, de Bob Dylan, cantor e compositor norte-americano que no ano passado venceu o Prémio Nobel da Literatura, bem como o lançamento de “Tu só desapareceste”, mais um livro de Ana Teresa Pereira, única escritora portuguesa a figurar entre os destaques da editora para este ano.

Na Coleção de Viagens da Relógio d’Água, está previsto sair “Os Prazeres dos Lugares Inóspitos”, de Robert Louis Stevenson, autor de clássicos famosos como “A Ilha do Tesouro” e “O Médico e o Monstro”, sobre uma viagem que fez ao longo da cadeia montanhosa de Cevennes, no sul de França, durante o ano de 1879.

Na mesma coleção, serão publicados também “As Grandes Viagens Portuguesas”, “Vislumbres da Índia”, de Octavio Paz, “Inverno no Médio Oriente”, de Annemarie Schwarzenbach, e “O Vale dos Assassinos”, de Freya Stark.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.