Jaime Fernandes, desde cedo ligado ao mundo da rádio, foi apresentador de diversos programas nas antenas da RDP e da RTP. Passagens pelo Rádio Clube Português, Rádio Comercial e Renascença integram ainda o curriculum do profissional, que era conhecido como o "pai" da Antena 3, rádio que fundou em 1994.

O antigo locutor e jornalista da Emissora Nacional era provedor do telespectador desde 2013, tendo sucedido a José Carlos Abrantes no cargo.

Nas redes sociais, familiares e colegas têm lamentado a morte de Jaimes Fernandes. "Nunca estamos preparados para receber uma notícia destas.  Mais do que provedor da RTP, o Jaime Fernandes era um SENHOR da rádio. Se não fosse ele, provavelmente a minha vida teria sido muito diferente.  Os meus primeiros passos na rádio foram dados graças a ele, graças ao seu convite inesperado para trabalhar na RR, depois de uma breve passagem pela RC.Estarei eternamente grata. À família e amigos a minha solidariedade", escreveu Filomena Crespo, locutora da Antena 1, na sua página no Facebook.

"Há notícias que nos apanham como um tiro. Um choque.  Situações que estão tão longe do nosso pensamento, talvez por julgarmos que nunca vão acontecer.  É assim com a morte do Jaime Fernandes, um Príncipe da Rádio, um querido amigo, alguém que foi muito importante na minha vida. E que fica comigo para sempre", escreveu Nuno Santos, antigo diretor da SIC e da RTP , na sua página no Facebook, acrescentando que "a voz do Jaime Fernandes fica para sempre".

"Entre mil outras coisas, este senhor inventou um sítio onde estou feliz todos os dias. Valeu, Jaime", escreveu Inês Lopes Gonçalves, locutora da Antena 3 e coapresentadora de "5 para a meia-noite".

Teresa Lage, da RFM, relembrou o locutor e jornalista como "um dos maiores nomes da rádio portuguesa de sempre".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.