"Faço isto pelo gosto de divulgar a literatura, de proporcionar às pessoas que vivem aqui no Reino Unido sem terem de estarem a mandar vir de Portugal", revelou hoje à agência Lusa.

Além de livros editados em Portugal, o catálogo da Miúda Books estende-se também a livros brasileiros, cujo custo de aquisição é mais elevado devido às despesas de transporte e falta de importadores, abrindo assim as portas não só ao mercado europeu, mas internacional.

"Vendemos pouco, mas temos clientes na Austrália e no Japão e no resto da Europa, que são assíduos. O que é interessante: não vendemos muito, mas há pessoas espalhadas pelo mundo que já se habituaram a comprar-nos livros e acaba por ser gratificante nesse sentido", explicou.

Os livros são comprados sobretudo por pais preocupados em praticar a língua materna com os filhos, que se habituam a falar a língua do país, seja porque frequentam a escola local ou porque são fruto de casais bilingues.

"Mesmo que se fale português em casa, eles perdem a fluência e o vocabulário", garante Gabriela Ruivo Trindade, beneficiando da própria experiência com os dois filhos.

A Miúda Books foi fundada em Londres em 2015 por Carla Cruz, na altura resultado de uma frustração com a falta de acesso a livros infantis para a filha pequena.

Ao longo do tempo, desenvolveu a parceria com dezenas de editoras e passou a disponibilizar centenas de títulos para idades até aos 13 anos, mas o negócio nunca passou de um "passatempo", que acumulada com a atividade de investigadora e professora académica.

Gabriela Ruivo Trindade, que também reside em Londres desde 2001, tomou conta do projeto no ano passado para impedir que fechasse, mas o negócio continua sem produzir um rendimento sólido.

"É um passatempo, não conseguimos viver disto. É viável desde que não dê prejuízo", vincou, estimando que, em média, vende entre um e três livros por mês.

O 'stock' é reduzido, pelo que os livros são armazenados em casa, numa prateleira da estante da sala de estar, e muitas das aquisições são feitas durante a Feira do Livro em Lisboa para aproveitar os descontos e a poupança no transporte.

Gabriela Ruivo Trindade foi vencedora do Prémio LeYa 2013 com o romance "Uma outra voz", mas a próxima obra a lançar será uma coletânea de poesia.

Em 2016 também publicou um livro infantil, "A Vaca Leitora".

"Sempre gostei de livros infantis. Sou capaz de comprar livro infantil para mim, não apenas para oferecer", confiou à Lusa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.