"Estamos muito contentes", disse à imprensa a cantora na visita à unidade pediátrica que sua a fundação beneficente, a Raising Malawi, está a construr no hospital Rainha Isabel, na capital comercial do Malawi, Blantyre.

"Esperamos que esteja pronta e a funcionar em 2017", acrescentou.

O acesso a cuidados hospitalares é insuficiente no Malawi, onde 40% dos 15 milhões de habitantes vivem abaixo da linha da pobreza.

"Essa nova instalação é a primeira unidade pediátrica de cuidados intensivos do Malawi. Vai ter um impacto enorme na hora de salvar vidas de crianças", afirmou Madonna, na sua primeira visita ao país em quase dois anos.

No passado, a artista declarou que o Malawi era um lugar "especial" para ela, por ser o país onde havia adotado os seus filhos. O seu entusiasmo nem sempre foi recíproco. Em 2013, a então presidente, Joyce Banda, criticou a sua atitude de "prepotência com as autoridades, a sua exigência de ser tratada como estrela" e acusou-a de se gabar exageradamente da sua generosidade com o Malawi.

Joyce Banda deixou o cargo em 2014 e o seu sucessor, Peter Mutharika, tem tentado melhorar a relação com a cantora.

Na última viagem de Madonna, o presidente disse que o seu governo estava muito "grato" pela "paixão" da estrela pelo país.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.