“Ainda há poucas semanas tive oportunidade de recordar histórias antigas, no hospital onde o ator estava internado. Porque a vida de Camilo de Oliveira é uma vida de histórias: mais de seis décadas de teatro, de Buarcos ao Parque Mayer, programas de televisão marcantes como "Sabadabadu" e as sucessivas séries de "Camilo" (o nome próprio bastava para identificá-lo)”, escreveu Marcelo Rebelo de Sousa na mensagem publicada na página de internet da Presidência.

O ator Camilo de Oliveira, que morreu no sábado à noite, aos 91 anos, pisou os palcos pela primeira vez aos cinco anos, estreou-se aos 15 e protagonizou uma carreira marcada pela comédia e o teatro de revista.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.