Marília Mendonça é uma das novas estrelas da música brasileira. Ao contrário das canções de Ivete Sangalo, Anitta e companhia, os temas da cantora não são festivos: o sofrimento está presente em todas as letras e há quem lhe chame a "Adele brasileira". A artista, conhecida como a "cantora do sofrimento (ou da sofrência)" atuou este domingo, dia 3 de fevereiro, na Altice Arena, em Lisboa, e tentámos perceber o fenómeno.

A artista de Cristianópolis é um verdadeiro caso de estudo: aos 23 anos, Maria Dias Mendonça esgota concertos, vende milhares de discos e bate recordes nos serviços de streaming. Segundo o El País, a artista tornou-se numa das cantoras mais ouvidas no Youtube Brasil, conseguindo superar Ariana Grande, Shakira, Taylor Swift e Adele - por exemplo, o vídeo do single "Infiel" (2015) soma mais de 470 600 4000  visualizações. Já no Spotify, mais de cinco milhões de pessoas ouvem os temas da cantora todos os meses - a brasileira é a 483ª artista mais ouvida no serviço de streaming em todo o mundo.

Veja as fotos do concerto:

No total, só no Youtube a cantora conta com mais de 11 milhões de subscritores - segundo o ranking dos artistas com mais reproduções, Marília Mendonça ocupa o 35º lugar a nível mundial, ficando à frente de artistas como Lady Gaga, Michael Jackson, Jennifer Lopez, Drake, Shawn Mendes ou Demi Lovato.

O sucesso de Marília Mendonça no online reflete-se fora dele, nos palcos - no Brasil, a artista dá mais de 15 concertos por mês e sempre para mais de 10 mil pessoas. Este domingo, dia 3 de fevereiro, a cantora brasileira conseguiu esgotar o espetáculo - apesar do recinto estar devido a meio, milhares de pessoas juntaram-se para ouvir a "musa do sofrimento".

Marília Mendonça na Altice Arena, em Lisboa

Durante duas horas, a artista desfilou pelos temas mais marcantes da sua carreira - a julgar pelos números, são todos. Todas as canções que apresentou na Altice Arena foram cantadas a uma só voz pelos fãs - ao primeiro acorde ou à primeira palavra, a multidão gritava e cantava os versos sem dúvidas.

"Infiel", o primeiro grande sucesso da brasileira, "Eu Sei de Cor", "Bebi Liguei", "Bye Bye", "Passa Mal", "Casa da Mãe Joana", "Bem Pior Que Eu" e "Ciumeira" foram alguns dos temas que não ficaram de fora do alinhamento de Marília Mendonça, que se mostrou confiante em palco.

Entre as canções, a artista brincou com os sentimentos e quis saber quem estava "a sofrer por amor". "Estou muito feliz por trazer esta 'sofrência' aqui", disse a cantora, que arrancou lágrimas e sorrisos aos fãs.

Durante o concerto, Marília Mendonça provou ser uma artista preparada para as multidões e focada em oferecer o melhor aos seus fãs - a cantora assinou todos os cartazes e bandeira que iam sendo atirados ao palco e chegou a interromper o concerto para que uma fã fosse assistida pela equipa médica.

A ligação que o público tem com os temas das letras das canções parece ser o grande trunfo e o grande segredo do sucesso de Marília Mendonça. Toda a gente sofre ou já sofreu por amor e a cantora assume (sem filtros) que tem passado por momentos difíceis - confessa que foi traída, que bebe para esquecer e que chora quando o amor não é correspondido. O público gosta desta verdade e deixa em loop os temas da cantora, que se tornou num verdadeiro fenómeno.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.