Conhecida pelas suas dezenas de projetos na Marvel Comics, Marie Severin morreu esta quinta-feira, aos 89 anos, na sequência de um derrame. A morte foi anunciada por uma amiga da artista, a também profissional de banda desenhada Irene Vartanoff, nas redes sociais.

Marie Severin iniciou a longa carreira na BD na EC Comics, em finais dos anos 1940, ao colaborar com o irmão, o desenhador John Severin. No final da década seguinte, integrou a Atlas, que se tornaria na Marvel Comics, destacando-se em títulos como "The Incredible Hulk" enquanto principal colorista da editora.

Em 1972, criou a personagem da Mulher-Aranha em conjunto com o argumentista Archie Goodwin, encarregando-se do design do uniforme da super-heroína. Também foi cocriadora da entidade cósmica Tribunal Vivo e de Doutor Bong, inimigo de Howard The Duck.

Nos anos seguintes, o seu nome constou dos créditos de inúmeras publicações, de "Doctor Strange" a "Sub-Mariner", passando por "The Spectacular Spider-Man", "Iron Man", "Thundercats" ou a série paródica "Not Brand Echh".

O seu trabalho mais recente, de inícios dos anos 2000, fez-se já na DC Comics, nas revistas de Batman, Super-Homem ou Supergirl, entre outras.

Em 2001, passou a fazer parte do Will Eisner Comics Hall of Fame. Ao longo do seu percurso, foi ainda distinguida com um Shazam Award ou em prémios da Comic Con.

Nas redes sociais, Marie Severin tem sido homenageada por vários nomes da BD norte-americana:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.