Segundo o Museu da Música, "o repertório deste recital é uma pequena amostra da muita e boa música existia no século XVII para tiorba e viola de cinco ordens; destacam-se no programa a Capona e Sarambeque, presentes no Cifras de Viola por Joseph Carneyro Tavares Lamecense (Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra), que terão aqui a sua primeira audição moderna".

Tiago Matias toca a tiorba Buchenberg, pertencente ao Museu, e, "muito provavelmente, esta será a segunda tiorba mais antiga conhecida nos nossos dias". Esta tiorba foi adquirida em 1903 em 1903, pelo compositor Alfredo Keil ao construtor de instrumentos e restaurador belga Louis Pierrard. O espólio do autor do Hino Nacional foi doado ao Museu.

Este recital retoma o ciclo "Um Músico, Um Mecenas", e, devido à pandemia, limitado a 20 pessoas com inscrição prévia por telefone ou pelo e-mail geral@mnmusica.dgpc.pt.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.