Em comunicado, a DGPC justifica o prolongamento da exposição “devido ao grande interesse suscitado, quer no público nacional quer no estrangeiro”.

A mostra celebrativa da embaixada que, na época, suscitou grande interesse e impacto nas chancelarias europeias, foi inaugurada no dia 8 de julho do ano passado.

O monarca enviou, em julho de 1716, uma embaixada a Roma liderada por D. Rodrigo Annes de Sá Almeida e Meneses, 3.º marquês de Fontes, para obter algumas prerrogativas para a Igreja portuguesa, tendo em novembro desse ano sido emitida uma bula que atribuiu o estatuto de patriarcado à diocese de Lisboa.

De entre o acervo exposto no Museu, destacam-se os três coches triunfais: o do Embaixador, o dos Oceanos e o da Coroação de Lisboa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.