O ex-elemento da dupla Simon e Garfunkel anunciou no mês passado o seu afastamento dos palcos com uma digressão que o levará para a América do Norte e Europa, mas Nova Iorque estava fora de seu itinerário inicial.

Ao divulgar novas datas, Simon, de 76 anos, revelou que atuará a 15 de setembro na cidade vizinha Newark, em Nova Jersey, onde nasceu e passou os seus primeiros anos, e depois, a 20 e 21 de setembro, no Madison Square Garden, em Nova Iorque.

Simon planeia também um espetáculo final em Nova Iorque a 22 de setembro, em local a divulgar.

"Perguntei-me muitas vezes como seria chegar ao momento em que consideraria levar a minha carreira profissional a um fim natural", contou em comunicado.

"Agora sei: é um pouco inquietante, um pouco estimulante e sinto algum alívio", disse.

Simon admitiu estar cansado de realizar digressões após 50 anos nos palcos, mas não descartou fazer atuações pontuais no futuro, especialmente em benefício a causas nas quais acredita, como a preservação do meio ambiente.

Com canções pacifistas como "Bridge Over Troubled Water" e "Mrs. Robinson", Simon faz parte da geração de músicos de 1960. Mais tarde, tornou-se um dos pioneiros da world music, ou música do mundo, e em 1986 gravou um álbum com músicos sul-africanos, "Graceland", com o qual ganhou um Grammy.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.