“Quando tinha apenas 15 anos, Pedro Emanuel Pereira venceu o Concurso Internacional para Jovens Pianistas da Cidade de San Sebastian, na categoria até aos 24 anos de idade. No ano seguinte apresentou-se em recital no Porto como o mais jovem pianista a tocar na Casa da Música”, pode ler-se no comunicado divulgado por esta entidade.

À Lusa, o coordenador da programação clássica da Casa da Música e programador do Ciclo de Piano Fundação EDP, Rui Pereira, lembrou que é a primeira vez que tal situação acontece, sublinhando que estava na altura de dar a conhecer um “Pedro Emanuel Pereira mais maduro, com uma técnica mais consolidada”, a um público mais alargado, já na sala Suggia.

“Com 26 anos e os estudos concluídos no prestigiado Conservatório Tchaikovski de Moscovo, na classe da lendária Vera Gornostaeva, Pedro Emanuel Pereira já atuou em países como Alemanha, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, EUA, França, Índia, Itália, Países Baixos, Portugal, Rússia, Suíça e Ucrânia”, recordou a instituição.

Rui Pereira destacou que o programa da noite de terça-feira inclui “grandes obras do repertório pianístico”, como “Variações e fuga sobre um tema de Handel”, de Brahms, chamando a atenção para a segunda parte do concerto, quando vai ser interpretada “Estampes”, de Debussy (cujo centenário da morte se assinala em 2018) e “Seis prelúdios”, de Rachmaninoff, “os quais levantam grande curiosidade sobre a forma como os vai tocar porque tocou em Moscovo com os melhores mestres da escola russa”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.