Num texto assinado pelo presidente da Rádio e Televisão de Portugal (RTP), Gonçalo Reis, afirma-se que o certame, que se prolonga de terça-feira até domingo, no Teatro da Trindade, em Lisboa, “pretende ser um ponto de encontro, uma oportunidade para mostrar a riqueza e a personalidade da oferta da Antena 2, um espaço para o desempenho de vários intérpretes de géneros distintos, um fórum de reflexão e discussão de temas para além da música e ainda uma aproximação aos públicos e aos cidadãos”.

A programação do festival inclui música clássica, jazz, músicas do mundo, teatro, dança, e conferências sobre literatura e ciência.

Na área da música clássica apresenta-se a Orquestra de Câmara Portuguesa, sob a direção de Pedro Carneiro, sendo solista o violinista Pedro Lopes, com um programa constituído por peças de Azguime, Mozart e Beethoven, haverá um concerto de música de câmara com o Trio Tarantella e um de música barroca com os Sete Lágrimas.

O festival vai contar também com um concerto pelo Quarteto de João Barradas & Ricardo Toscano, no domingo, e um concerto dedicado às músicas do mundo, pelo grupo Cardo-Roxo, que apresenta música tradicional portuguesa e atua na sexta-feira.

Da programação musical consta ainda um concerto na quinta-feira pela Banda da Armada, sob a direção de Délio Gonçalves.

No sábado, realiza-se uma conferência por Sobrinho Simões, Joana Paredes, Bruno Silva Santos e Luís Costa, sob o mote “A Cura do Cancro”, à qual se segue o concerto “Diáspora”, pelos Sete Lágrimas, sob a direção conjunta de Filipe Faria e Sérgio Peixoto.

Sobre a conferência dos quatro “investigadores de calibre internacional”, afirma João Almeida, diretor da Antena 2, no texto de apresentação, que se vão abordar “as mais recentes terapias, os dados mais atuais sobre a evolução da doença, e o que [se pode] esperar no futuro: a cura, o controlo da doença, uma vacina?”.

A outra conferência, “Vale a pena Ler”, é protagonizada por Ana Luísa Amaral, Inês Pedrosa, Miguel Real e Francisco José Viegas.

Quanto a bailado, o Quorum Ballet, sob a direção de Daniel Cardoso, apresenta na quinta-feira, duas coreografias: “A Modern Perspective” e “Excentric/Concentric”.

No sábado, sobe à cena “Os Caetanos”, numa encenação de Bruno Cochat. Esta é “uma peça de teatro inspirada numa comédia de Woody Allen e interpretada por um grupo de jovens atores/encenadores (Os Caetanos)”, explica João Almeida.

A Antena 2 celebra, em 2017, 69 anos de existência e “passam 82 anos desde que a rádio pública emitiu pela primeira vez”, sublinhou João Almeida.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.