No arranque da rubrica, Ruben Rua teve de ordenar "de melhor para pior" alguns apresentadores portugueses. "Cristina [Ferreira], Manuel [Luís Goucha], Fátima [Lopes], Rita [Pereira]", respondeu o apresentador da TVI.

"A Cristina é, para mim, a número um. É a minha referência televisiva, ponto. O Manel é o melhor apresentador masculino que a nossa televisão tem. A Fátima é igualmente uma das grandes, com um carreira de 25 anos... e tive a sorte de trabalhar com ela no 'First Dates'. (...) A Rita... colocas aqui a Rita num espaço difícil, com os dinossauros todos", explicou.

"Se a Cristina não estivesse na TVI, achas que tinhas um programa neste momento?", perguntou uma ouvinte do programa. "Muito honestamente, não sei. A Cristina saiu, eu estava a fazer o 'Fist Dates'. Eu assinei com a TVI e ela não estava lá; eu fiz o 'Like Me' e ela não estava lá; fiz o 'Somos Portugal' durante muito tempo e ela não estava lá. Tive uma reunião com o Nuno Santos, o diretor geral, em que as coisas ficaram um bocadinho no ar. O que falámos foi da possibilidade de eu passar a fazer o 'Somos Portugal' mais vezes e depois pensarmos num formato. Isto aconteceu um mês antes da pandemia começar e, portanto, isto mudou a realidade toda. (...) Calhou também que o meu contrato terminasse nessa época. Portanto, é uma resposta que não te sei dizer", explicou Ruben Rua.

Já Conguito perguntou ao apresentador se tinha uma relação amorosa com Cristina Ferreira. "Acho que não. Sabes que o amor é uma coisa relativa na nossa vida. Ainda na última semana, ela perguntou-me: 'Mas tu namoras com a Cristina Ferreira?' Eu respondi: 'Acho que namorar não é o verbo que possa aplicar aqui, mas que é amor para a vida toda, é'"

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.