Esta quarta-feira, dia 13 de março, Salvador Sobral foi o convidado de Vítor Gonçalves no programa "Grande Entrevista", da RTP. O músico apresentou o seu novo disco, "Paris, Lisboa", que será editado a 29 de março.

Na conversa com o jornalista, o artista recordou o Festival Eurovisão da Canção, defendendo que Conan Osíris, que irá representar Portugal em Israel, poderá vencer o concurso. "Toda a gente me pergunta qual é a minha opinião [sobre Conan Osíris]. Parece que eu tirei um doutoramento em festivais da canção. Na minha opinião, acho que ele tem tudo para ganhar aquilo. Todos os factores porque é super impactante... é o que eles querem: que impacte, que seja muito diferente e que se distinga. E é isso. Ele tem tudo. A música, a maneira com ele está vestido... ele tem tudo para ganhar aquilo", frisou.

Salvador Sobral confessou ainda que, durante a sua viagem à Suécia, foi mostrando a canção "Telemóveis".  "Eles lá na Suécia escolheram os seus representantes no Melodifestivalen, mas mostrei-lhes e todos disseram: UAU", contou.

"No meu caso também era diferente porque era uma música muito diferente. Eu também ganhei pelo factor diferença. Ele também tem o factor diferença", acrescentou, sublinhando que Conan Osíris só não vencerá se "houver um gajo ou uma gaja mais diferente que ele".

"Não compraria um disco dele. Se calhar, ele também não ia comprar o meu disco. Não é a cena dele", acrescentou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.