A cantora Shakira esteve hoje no tribunal de Madrid, em Espanha, para responder às acusações de plágio do tema “La Bicicleta” feitas pelo cantor e produtor cubano Liván Castellano Valdés, no início de 2017.

"Nunca tinha ouvido na minha vida", assegurou a estrela colombiana perante o tribunal.

Liván Rafael Castellano Valdés diz que a música "La bicicleta" copia fragmentos de sua música de 1997 "Yo te quiero tanto tanto".

O cantor Carlos Vives, que colaborou com a cantora colombiana na melodia e boa parte da letra, contra quem também é dirigida a acusação de plágio, será ouvido na quinta-feira, informaram fontes legais à agência EFE, mas já corroborou que não conhecia Liván.

Na música de Shakira e Carlos Vives, o coro canta "que te sueño y te quiero tanto", e na de Liván a frase ouvida é "yo te quiero, yo te quiero tanto".

"Não existe nada de semelhante na melodia, nem na harmonia, nem no tema" com a música cubana, insistiu Shakira, que em várias ocasiões cantarolou fragmentos da canção durante a sua declaração.

A sua música e a de Vives é um "vallenato" que homenageia a Colômbia, enquanto a outra é uma "salsa dominicana" que "tenta ser um vallenato".

Em suma, "um arroz com manga", acrescentou Shakira, usando uma expressão popular.

O cantor cubano argumenta, na sua ação judicial, que enviou a Carlos Vives, por meio da companhia musical Sony ATV, uma “amostra da música para ele cantar”, mas o cantor “decidiu reproduzir um fragmento" da mesma sem a sua permissão.

No julgamento, assegurou à beira das lágrimas que "é como se estivessem a meter-se com um filho meu [...] Estão a roubar-me".

A queixa foi apresentada pelo compositor e produtor cubano Liván e pela sua editora Maryla Dianick Romeu (MDRB Music Publishing) contra Shakira, Carlos Vives, Andres Eduardo Castro, a Sony Music Publishing Latina e outras nove produtoras.

O tema "La bicicleta", gravado por Carlos Vives e Shakira e produzida por Andrés Castro, ganhou o Grammy Latino de Melhor Canção em 2016 e já vendeu mais de 210 mil cópias em todo o mundo.

Esta não é a primeira vez que Shakira se vê envolvida numa acusação de plágio uma vez que, em 2014, um juiz de Nova Iorque determinou que o single "Loca" (versão em espanhol) era afinal um plágio de uma canção do dominicano Ramón Arias Vázquez, cujos direitos eram da produtora Mayimba Music.

Notícia atualizada às 15h37 com as declarações.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.