"Este é um romance de perturbadora atualidade, que nos faz refletir sobre o sistema democrático em que vivemos, os perigos que ele corre e as suas alternativas (im)possíveis", segundo a editora.

Para o escritor Richard Zimler, esta obra revela "uma distopia perturbadora e cativante que vai [obrigar o leitor] a debruçar-se sobre os perigos profundos do populismo, da manipulação da opinião pública e do casamento entre a política e as novas - e cada vez mais ubíquas - tecnologias", lê-se no mesmo comunicado.

A apresentação realiza-se na quarta-feira, a partir das 21h30 nas páginas da Manuscrito e do jornal Luso no Facebook.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.