Segundo o ator que interpreta o príncipe Carlos em "The Crown", a dinâmica das relações familiares entre os membros da realeza britânica não é diferente à que se pode encontrar por exemplo na série "Os Sopranos".

Numa entrevista à Esquire, Josh O'Connor, que entrou na popular séria da Netflix na terceira temporada, diz que o seu sucesso se deve ao facto da família real ter "uma divertida mistura de maldade e competitividade".

"Na minha opinião, tal como todos os grandes programas de televisão, é sobre família e as políticas da família. E é isso que é interessante", explicou.

Josh O´ Connor

"Sim, todas as roupas e casas grandes e a qualidade da fotografia e a música e banda sonora, tudo isso é espantoso. Mas, em última análise, no fundo, é 'Sucession' [a série da HBO à volta de uma família disfuncional dona de um império de comunicação social], é 'Os Sopranos' [a lendária série da HBO sobre uma família mafiosa de Nova Jersey], é sobre família, a maldade e competitividade e o amor e insegurança, e todas as coisas que gostamos de ver acontecer. É isso que a torna um sucesso", reforçou.

Josh O'Connor reconheceu também que foi "emocionante interpretar" as cenas da relação com a princesa Diana (papel de Emma Corrin), o foco da quarta temporada da série, que a Netflix irá disponibilizar a partir de novembro.

A quinta e penúltima temporada de "The Crown", com um novo elenco, só deverá chegar em 2022.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.