Estreada no canal dinamarquês DR em 2010, "Borgen" começou por acompanhar a candidatura da protagonista, Birgitte Nyborg (Sidse Babett Knudsen), ao governo, e mais tarde a sua rotina já como primeira-ministra.

A série durou três temporadas e tornou-se um sucesso dentro e fora de portas, contando-se entre os dramas políticos mais elogiados dos últimos anos. Em Portugal, estreou na RTP2 e foi posteriormente exibida pela SIC Radical.

Sem novos capítulos desde 2013, a saga vai no entanto regressar em 2022, tendo sido recuperada pela Netflix, avança o The Guardian. O serviço de streaming apostou em mais uma temporada, de oito episódios, que reunirá o criador da série, Adam Price, e o elenco original.

Birgitte Nyborg e Katrine Fønsmark (Borgen)

A quarta época estreia no canal DR e será posteriormente exibida internacionalmente pela Netflix - as três primeiras temporadas também se juntarão ao seu catálogo, ainda ao longo de 2020.

Para já, sabe-se que desta vez Nyborg será ministra dos negócios estrangeiros da Dinamarca e que Katrine Fønsmark (Birgitte Hjort Sorensen), que tinha sido sua assessora de imprensa, vai regressar ao jornalismo, liderando uma estação de televisão nacional.

Entre os protagonistas das primeiras temporadas contou-se ainda Pilou Asbæk, que viria a encarnar Euron Greyjoy em "A Guerra dos Tronos", além de outros papéis internacionais nos últimos anos.

"Borgen" será a segunda colaboração entre Adam Price e a Netflix, depois de o dinamarquês ter sido o criador de "Ragnarok", série estreada este ano no serviço de streaming.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.