O argumentista de "Chinatown", vencedor de um Óscar, está a trabalhar numa série inspirada no filme que estreou em 1974, disse esta terça-feira à AFP uma porta-voz, confirmando a informação avançada pela Variety, segundo a qual a Netflix teria adquirido os direitos do projeto.

A história da série vai situar-se cronologicamente antes da do filme, dirigido por Roman Polanski, confirmou a porta-voz de Robert Towne, que atualmente tem 84 anos.

Segundo a Variety, o diretor norte-americano David Fincher ("House of Cards", "Clube da Luta") também poderá participar no guião.

O filme original foi realizado por Polanski, que enfrenta uma série de acusações por agressão sexual e não é mencionado neste novo projeto.

A Netflix não respondeu às questões da AFP sobre a série.

O filme "Chinatown", considerado um clássico do cinema norte-americano, foi nomeado em 11 categorias diferentes nos Óscares, incluindo quatro categorias principais: melhor filme, melhor realizador (Roman Polanski), melhor atriz (Faye Dunaway) e melhor ator (Jack Nicholson).

Em 1990 estreou a sequência "A Chave do Enigma", realizada por Jack Nicholson, que deu vida ao detetive particular Jake Gittes. O guião desta segunda parte também foi escrito por Robert Towne.

Em "Chinatown", o detetive privado Jake Gittes (Jack Nicholson) vive do suspeito clima moral da bronzeada Califórnia do Sul, antes da Segunda Guerra Mundial. Contratado por uma bela senhora da elite social para investigar as actividade extra-matrimoniais do seu marido, Gittes é arrastado para uma intriga de negócios duplos e enganos mortíferos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.