O Conselho Geral Independente (CGI) da RTP considera desejável "a prazo" a difusão gratuita na televisão digital terrestre (TDT) dos canais RTP3 e RTP Memória.

No seu relatório de avaliação intercalar do cumprimento do Projeto Estratégico para a RTP, relativo ao primeiro semestre do ano, o CGI destaca "desenvolvimentos" que "considera desejáveis a prazo".

Entre eles está "a difusão em aberto na TDT da RTP3 e RTP Memória, assegurando a universalidade de acesso dos serviços de programas temáticos de cobertura nacional a toda a população" e uma "política de valorização dos arquivos, prosseguindo a sua classificação e digitalização, e tipificando as modalidades de acesso".

O órgão que fiscaliza o Conselho de Administração (CA) da RTP aponta ainda o "reforço dos sistemas de controlo interno, a fim de corrigir de modo expedito as deficiências encontradas nos relatórios das instâncias de regulação sobre o cumprimento efetivo das obrigações de serviço público, conforme o previsto na legislação e no contrato de concessão".

Outra das medidas que o CGI considera desejável a prazo é o desenvolvimento de "indicadores de desempenho adequados ao serviço público de media, tal como preconizado pelo European Broadcasting Union [EBU], que possibilitem realizar os estudos necessários à melhor perceção da atividade da empresa e dos graus de satisfação dos diferentes tipos de públicos com a oferta de conteúdos de televisão, rádio e 'online'".

A revisão do código de ética e conduta da empresa, o estender a todos os serviços relevantes a alteração parcelar, recentemente introduzida, de grafismo e imagem, e "conferir uma lógica mais claramente percetível à emissão de conteúdos infantojuvenis nos diversos serviços de programas de empresa" são outros dos pontos destacados pelo CGI.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.