Fátima Lopes falou pela primeira vez sobre os motivos que a levaram a sair da TVI. Em entrevista à revista Sábado, a apresentadora confessou que, nos últimos dois anos, não foi feliz na estação de Queluz de Baixo.

"As pessoas têm de ser bem tratadas e comigo houve um somatório de desconsiderações e desvalorizações", revelou Fátima Lopes à revista, defendendo que o seu programa, "A Tarde É Sua", "funcionou como uma espécie de pastilha elástica".

"[O programa] aumentava e diminuía porque era preciso tocar aqui ou ali e isso é um desrespeito por um formato que foi desenhado com características para servir um determinado público num determinado horário", frisou.

À Sábado, Fátima Lopes recordou ainda que renegociou o seu contrato em 2019, tendo aceitado uma redução de 30% no seu ordenado. "Fui solidária e aceitei, na esperança de que, quando a empresa se recuperasse, me repusessem o que tinha sido cortado", explicou, revelando que, o novo contrato proposto em 2020 não "tinha condições" porque "representava uma vez mais um decréscimo ".

As mudanças no programa "Conta-me" também motivaram a saída da apresentadora do canal. "Posso dizer que houve coisas que não foram bonitas, que podiam ter sido feitas de outra maneira. O processo do 'Conta-me como és' não foi bonito", frisou Fátima Lopes, explicando que, "já com a equipa da Cristina" lhe foi dito que o formato de entrevistas ia voltar a estar no ar, mas com vários apresentadores.

"Disseram-me que não ia ser só eu, ia ter outros colegas da informação e do entretenimento. E recusei-me a apresentar. Chega", confessou à revista Sábado.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.