Chega mais tarde à "super-liga" do streaming, mas com trunfos para concorrer diretamente com o Disney+, HBO e Peacock (da NBCUniversal), e, mais tarde, a Netflix.

Preparada para investir com um investimento de cinco mil milhões de dólares só em 2024, quando espera ter de 65 a 75 milhões de subscrições, a ViaconCBS revelou ao longo de várias horas esta quarta-feira (24) as novidades da plataforma de streaming Paramount+, o serviço que nascerá das cinzas do CBS All Access.

Haverá duas modalidades: por 4,99 dólares por mês, fica disponível uma versão que inclui publicidade que junta todos os filmes do estúdio Paramount, os originais da Paramount Plus e parte do restante catálogo; por 9,99 fica o acesso "premium" que inclui também programas de desporto em direito, notícias e televisão.

O lançamento será a 4 de março nos EUA, Canadá e América Latina, seguindo-se os países nórdicos da Europa a 25 e Austrália a meio do ano.

A abrir, o catálogo irá incluir mais de 30 mil episódios de séries, 2500 filmes e mais de mil programas de notícias e desporto.

A seguir, nos próximos dois anos deverão ser lançadas mais de 50 novas séries de vários géneros, com sete mil episódios de programas infantis, cinco mil de "reality-shows" e seis mil de comédia.

Um dos grandes trunfos para o streaming virá do cinema: a Paramount junta-se aos estúdios que vão reduzir a metade a janela de exclusividade de 90 dias de vários filmes nas salas.

Entre os títulos que vão chegar ao streaming ao fim de 45 dias estão logo "Missão Impossível 7" (ainda em problemática rodagem e previsto para estrear nos cinemas a 19 de novembro), "Um Lugar Silencioso 2" (adiado várias vezes pela pandemia e agora a 17 de setembro) e "PAW Patrol: The Movie" (20 de agosto).

Sem datas concretas de estreia, a Paramount também vai recorrer ao seu vasto catálogo de filmes para fazer séries adaptadas dos clássicos "Love Story - História de Amor", "Atração Fatal", "Um Golpe em Itália", "The Parallax View - A Última Testemunha" e "O Homem Que Veio do Espaço".

Anteriormente, o estúdio já tinha anunciado séries inspiradas por "Flashdance", "Brilhantina" e os bastidores da produção de "O Padrinho", que se vai chamar "The Offer".

Outras novidades são os novos episódios das séries "Frasier" (com o regresso confirmado já de Kelsey Grammer), "Mentes Criminosas" (em que a "equipa original" investigará um único caso ao longo de dez episódios), "Reno 911!", "Rugrats", "Inside Amy Schumer", um "spinoff" de "Yellowstone", além de um filme "Beavis & Butt-head".

Além de produções televisivas inspiradas nos mundos de "Avatar: The Last Airbender" e "The Legend of Korra", vão chegar séries como "Halo" (baseada no videojogo), "Star Trek: Strange New Worlds" e "Star Trek: Prodigy" (esta a primeira para o público infantil), "Dora the Explorer", "iCarly", o primeiro "spinoff" de "SpongeBob SquarePants" e "The Fairly OddParents".

"Yo! MTV Raps" e "Unplugged" (ambos regressos da MTV), "The Weekly Show with Trevor Noah" (título provisório) e o informativo "60 Minutos+" também foram anunciados.

De "CBS All Access Originals" passam a "Paramount+ Originals" as séries "The Good Fight" e "Star Trek: Picard", mas também "No Activity", "Star Trek: Discovery" e "Star Trek: Lower Decks", "Stephen Colbert Presents Tooning Out the News" e "Why Women Kill".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.