Dia 13 de maio, pelas 22h10, o AMC estreia a segunda e última temporada de "Gigantes". A série espanhola estreou no início do ano na RTP2 e a primeira temporada também foi exibida no AMC, canal que apresenta esta semana a segunda época em exclusivo nacional.

Criada em 2018 pelos realizadores Enrique Urbizu ("No habrá paz para los malvados") e Jorge Dorado ("Mindscape"), a mistura de drama familiar e crime centra-se na história de três irmãos que lutam para controlar uma rede de narcotráfico. "Juntos controlam metade de Madrid e são temidos por todo o bairro onde impera a sua lei. Contudo, as desavenças começam a vir ao de cima, pois apesar dos seus laços de sangue, estão dispostos a traírem-se uns aos outros para ocuparem o lugar do pai", descreve o AMC em comunicado.

A segunda temporada conta com seis episódios, à semelhança da primeira, e destaca-se por ter cenas filmadas no Porto, "com uma equipa portuguesa composta por mais de 30 profissionais, em 12 locais da cidade, como a zona ribeirinha, a Ponte D. Luis I e a Ponte da Arrábida", salienta o canal.

Os novos capítulos vão encerrar o arco narrativo de todas as personagens, garantiu Isak Férriz, que interpreta o protagonista, Daniel Guerrero. "Inicialmente seria só uma temporada de oito capítulos, acabou por se adaptar o formato a duas, mas esta história só poderia terminar desta maneira. Surgiram outras vias, mas não eram tão apropriadas. Este é o final mais fiel a esta história, e muito honesto face ao modo como foi desenvolvida", disse o ator andorrano em entrevista ao SAPO Mag.

Na fase final, os três irmãos estão de volta à capital espanhola, embora com motivações distintas. "Depois de sobreviver à armadilha mortal montada pelo seu irmão, Daniel decide regressar a Madrid com o objetivo de se vingar. Clemente também regressa, mas com um objetivo muito diferente: voltar para casa, para junto de Lorena e do seu filho. Por seu lado, Tomás encontra-se no momento mais crítico da sua vida. Sabe que o seu irmão sobreviveu e que ninguém sabe onde está, facto que o obriga a viver com receio da própria sombra, por saber que, mais cedo ou mais tarde, terá de o enfrentar", avança ainda o AMC.

Para Isak Férriz, a tensão do relacionamento entre os irmãos é o motor narrativo e emocional da saga. "A droga nesta série é um elemento meramente decorativo, uma desculpa. Não é esse o tema em si. A história poderia ser sobre três irmãos que têm uma empresa de construção. O importante é a forma como este pai educa os filhos e as consequências que esse processo vem a ter. É uma luta de irmãos. E também sobre a masculinidade tóxica e a forma como se articula com o poder, e como se alimenta a si própria, numa espiral de loucura. E isso tem muito que ver com algumas realidades espanholas", assinalou.

Além de Férriz, os novos capítulos mantêm grande parte do elenco da primeira temporada, incluindo Daniel Grao (Tomás Guerrero), Carlos Librado “Nene” (Clemente Guerrero), Yolanda Torosio (Sol) ou Sofía Oria (Carmen).

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.