O final da série pós-apocalíptica "The Walking Dead" foi adiado.

A razão não foi o vírus que, na ficção, transformou muitas pessoas em zombies, mas pelo coronavírus que, na vida real, mantém o mundo em quarentena.

Os produtores revelaram que não conseguiram terminar o último capítulo por causa da pandemia, que forçou 50% dos EUA a permanecer em casa para evitar a sua propagação.

"Os acontecimentos atuais tornaram impossível completar a pós-produção do final da 10ª temporada de 'The Walking Dead', pelo que a temporada atual terminará no episódio 15, a 5 de abril" nos EUA, informou a estação AMC.

"O planeado final será um episódio especial [a ser exibido] mais tarde este ano", acrescentou.

"The Walking Dead", baseado numa banda desenhada ambientada num mundo pós-apocalíptico, mostra um grupo de sobreviventes de um vírus que transformou boa parte da população em zombies.

É um dos programas de maior sucesso da história da TV americana e bateu vários recordes de audiência.

Sem data definitiva para o episódio final, muitos fãs expressaram frustração e também destacaram a ironia do momento gerado pela pandemia do novo coronavírus.

A série "está a tornar-se um documentário, tendo em conta a situação atual do planeta", exprimiu um dos espectadores nas redes sociais.

Mais informações sobre o COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.