"Ljubomir foi até à Figueira da Foz para avaliar o Restaurante do Caipirinha, propriedade de João há quatro anos. O proprietário veio do Brasil com a sua família e decidiu abrir um negócio por conta própria, que não está a correr como esperado. Os problemas não se esgotam na ementa extensa, com 74 pratos. O chef não fica impressionado com o que prova e percebe que a sala e a cozinha não se entendem", explica a produção de "Pesadelo na Cozinha".

Em entrevista à NIT, João, de 58 anos, o responsável pelo negócio, revelou que houve um momento complicado com Rosalina, a sua esposa, durante as gravações. "Dou-me bem com toda a gente, não sou de sangue a correr nas veias. A minha esposa é que não, ela ficou stressada com o que ele dizia, ele estava chateado, disse que a cozinha era uma m****. É o hábito dele e ela ficou um pouco nervosa e foi parar ao hospital", contou.

"Desmaiou na cozinha, o chef é que a acudiu, sentou-a na cadeira, depois esteve a massajar-lhe o pulso a ver se ela voltava e ficava bem. O chef deu-lhe água com açúcar e ela foi para o hospital, mandou levarem-na lá. Fiquei lá com ela das 19h30 até à meia-noite. Se eu não a tivesse levado, a médica disse que ela poderia ter tido um AVC, porque a tensão subiu muito. O chef estava a ralhar comigo ao pé do fogão, ela não pôde deixar saltar cá para fora — porque eu também lhe tinha pedido para não ralhar e manter a calma. Com os nervos aquilo não teve hipótese", revelou à NIT.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.