Os Óscares vão ser feitas por um novo fabricante, anunciou a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

A Polich Tallix Fine Art Foundry, em Rock Tavern, Nova Iorque, foi encarregue de fazer as estatuetas que vão ser entregues durante a cerimónia de 28 de fevereiro e que vão ter as "subtis características" do design do seu criador George Stanley.

Desde 1982 que elas eram produzidas pela  R.S. Owens & Co, em Chicago, que vai continuar a trabalhar com a Academia na preservação das atuais estatuetas e criar outros prémios, incluindo as placas que são entregues na cerimónia anual das distinções técnicas e científicas.

Se anteriormente os Óscares resultavam da fundição em liga de estanho, agora regressam feitos à mão em bronze antes de receberem a cobertura em ouro de 24 quilates. Mantêm-se os 35 centímetros de altura e cerca de quatro quilos de peso.

"Com a ajuda de alguma tecnologia do século XXI, temos a possibilidade de honrar as orgulhosas origens dos Óscares", anunciou a presidente da Academia Cheryl Boone Isaacs em comunicado.

"A nova estatueta é um exemplo de trabalho impecável e da natureza perpétua da arte".

Usando um molde em bronze de uma estatueta de 1929 que foi digitalizada, os artesãos da Polich Tallix regressaram assim à escultura original de George Stanley, que se baseou em desenhos do diretor de arte do estúdio MGM Cedric Gibbons, mas com um pedestal moderno.

“Com este projeto, foi-nos confiada a continuidade de uma grande tradição", afirmou por sua vez Dick Polich, CEO da Polich Tallix .

O tempo para produzir 50 estatuetas é de cerca de três meses.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.