É a primeira grande surpresa da nova versão de "West Side Story" que Steven Spielberg vai realizar: Rita Moreno.

A lendária atriz assinou contrato para entrar no projeto e também será conselheira, o que valerá um crédito como produtora executiva.

Ela recebeu um dos dez Óscares conquistados pelo clássico musical de 1961 de Robert Wise e Jerome Robbins inspirado pela peça "Romeu e Julieta", de William Shakespeare.

A história anda à volta de de um amor proibido e a rivalidade entre dois gangues de adolescentes de diferente etnia, os Jets e os Sharks: o Romeu da história chamava-se Tony (interpretado por Richard Beymer), antigo líder dos Jets, enquanto Julieta era Maria (Natalie Wood), a irmã mais nova do líder dos Sharks.

Rita Moreno era Anita, a melhor amiga de Maria, e cantava uma das canções mais importantes, "America". Na nova versão, ela será Valentina, um papel reimaginado e maior do Doc, o dono da loja onde trabalha Tony, papel de Ansel Elgort.

Em comunicado, a atriz disse que "nunca nos meus sonhos mais loucos me vi a revisitar este trabalho seminal" e considerou "glorioso" ser convidada por Spielberg e trabalhar com o "brilhante" dramaturgo Tony Kushner, que assina o argumento.

Já Spielberg revelou que a intenção de contar com Rita Moreno esteve presente desde as primeiras discussões sobre o projeto: "A sua Anita é uma das maiores interpretações musicais alguma vez filmadas e uma favorita pessoal minha."

O realizador terá ainda de escolher mais três atores principais, que pretende que sejam de origem latina.

O projeto irá manter a popular banda sonora e a história no final dos anos 50. A rodagem começa no verão de 2019.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.