Afinal, há cadeiras disponíveis na rodagem dos filmes de Christopher Nolan.

Num programa especial de entrevistas da Variety "Actors on Actors", que a voltou a juntar com Hugh Jackman (colega de "Os Miseráveis"), Anne Hathaway contou que Christopher Nolan, com quem trabalhara em "O Cavaleiro das Trevas Renasce" (2012) e "Interstellar" (2014), "não permite que haja cadeiras e o seu raciocínio é: se há cadeiras, as pessoas sentam-se, e se estão sentadas não estão a trabalhar".

Anne Hathaway recebeu conselho especial do realizador Christopher Nolan antes de ser Catwoman
Anne Hathaway recebeu conselho especial do realizador Christopher Nolan antes de ser Catwoman
Ver artigo

A atriz acrescentava que isso podia ser uma razão para os seus filmes cumprirem os prazos definidos e ficarem abaixo do orçamento, apesar da sua grande dimensão.

Nota-se um ar confuso em Hugh Jackman ao ouvir isto, pois também ele tem um filme com o famoso realizador no currículo, ainda que mais antigo: "O Terceiro Passo" (2006).

A anedota teve impacto suficiente para a porta-voz de Christopher Nolan vir esclarecer que, afinal, as cadeiras a que a atriz "se estava a referir são as dos realizadores que costumam estar à volta do monitor [onde se vê o que está a ser filmado], colocado com base na hierarquia e não na necessidade física".

“O Chris opta por não usar a sua, mas nunca baniu cadeiras da rodagem. Os atores e os técnicos podem sentar-se onde e quando precisam e fazem-no com frequência", destacou Kelly Bush Novak ao IndieWire.

"Para que conste, as únicas coisas banidas são telemóveis (nem sempre com sucesso) e fumar (com muito sucesso)", concluiu.

O próximo filme de Christopher Nolan chama-se "Tenet": adiado várias vezes por causa da COVID-19, tem agora estreia anunciada para 12 de agosto nos cinemas.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.