Em outubro chega aos cinemas "Venom", onde Tom Hardy dá vida ao jornalista Eddie Brock e ao mesmo tempo à criatura que se tornou um dos vilões mais temíveis e populares nas histórias de BD do Homem-Aranha.

Numa entrevista à Esquire, o ator inglês falou sobre o processo criativo para criar as personagens, nomeadamente de como gosta de usar tanto pessoas reais e fictícias como uma espécie de guia.

Em "Venom", a personagem vai ser um anti-herói e o trio que serviu de inspiração é peculiar: o realizador e ator norte-americano Woody Allen, o lutador de artes marciais irlandês (e também controverso pelos seus comentários públicos) Conor McGregor e o 'rapper' e ator Redman, também norte-americano.

"A neurose torturada de Woody Allen e todo o humor que pode vir disso. Conor McGregor — a violência extrema mas sem a conversa. E Redman, fora do controlo, a viver livremente na sua cabeça", explicou.

Hardy acrescentou logo a seguir que isto não é algo que necessariamente se vá partilhar com quem financiou o filme, a Sony: "Não se dizem tretas como estas ao estúdio".

Realizado por Ruben Fleischer e ainda com Michelle Williams e Riz Ahmed no elenco, "Venom" estreia a 4 de outubro.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.