Já existem os primeiros números do "Barbenheimer" em Portugal, o fenómeno viral que transformou a competição de "Barbie" e "Oppenheimer" nos cinemas num movimento de apoio mútuo.

Segundo a Cinemundo, a distribuidora portuguesa dos dois filmes, uma nuvem rosa e laranja invadiu os cinemas nacionais sem deixar espaço a dúvidas.

"Barbie" foi visto por 54 mil espectadores na quinta-feira, enquanto "Oppenheimer" levou às salas mais de 17 mil espectadores, com a distribuidora a destacar a preferência pelo formato IMAX.

Com a Cinemundo a avançar que se trata de uma das maiores aberturas de sempre na história do cinema em Portugal, "Barbie" está numa trajetória que pode levar à queda do recorde do melhor fim de semana de estreia, na posse de "Vingadores: Endgame", visto por 257.079 espectadores entre 25 e 28 de abril de 2019.

Cinemas UCI Lisboa na quinta-feira à noite créditos: Gonçalo Sá

Não se via nada assim desde que a pandemia atingiu os cinemas: duas super produções estreiam no mesmo dia, de dois realizadores de prestígio e com grandes elencos, e histórias que estão nos antípodas uma da outra.

"Barbie" ou "Oppenheimer"? Milhares apanharam a febre "Barbenheimer" e vão ver os filmes no mesmo dia
"Barbie" ou "Oppenheimer"? Milhares apanharam a febre "Barbenheimer" e vão ver os filmes no mesmo dia
Ver artigo

De um lado está a comédia fantástica com duas horas e que custou 145 milhões de dólares baseada na icónica boneca da Mattel, realizada por Greta Gerwig e com Margot Robbie e Ryan Gosling, apoiados por Kate McKinnon, Issa Rae, Rhea Perlman, Will Ferrell, Michael Cera e Simu Liu; do outro lado está "Oppenheimer", um épico biográfico em registo de 'thriller' sobre J. Robert Oppenheimer e a criação da bomba atómica com três horas e um orçamento de 100 milhões, dirigido por Christopher Nolan e com Cillian Murphy a ter à sua volta atores como Robert Downey Jr., Emily Blunt, Matt Damon, Florence Pugh e Kenneth Branagh.

Em vez de escolher, milhares de pessoas em todo o mundo têm partilhado nos últimos dias o entusiasmo por ir ao cinema no mesmo dia ou pelo menos até domingo ver os dois filmes tão diferentes entre si, que receberam excelentes críticas.

Apoiado pelas equipas de "Barbie" e "Oppenheimer" e os respetivos estúdios Warner Bros. e Universal, o movimento "Barbenheimer" está a ajudar ambos nas bilheteiras e a afluência aos cinemas em geral.

"Ao não competirem entre si, os dois filmes vão ajudar-se um ao outro por criarem o tipo de entusiasmo que estamos a ver na ida ao cinema em geral", disse à imprensa britânica David A Gross, da Franchise Entertainment Research.

Na Grã-Bretanha, onde a imprensa dá conta de grandes filas e espectadores vestidos de rosa esta sexta-feira, há fãs que prometem ver os dois filmes e ainda o sétimo "Missão Impossível" no mesmo dia.

Nos EUA e Canadá, onde mais de 200 mil pessoas compraram bilhete para fazer a sessão dupla, os números das sessões de pré-estreia na quinta-feira também impressionam: 22,3 milhões de dólares para o filme de Greta Gerwig (muito acima de "The Batman", “Top Gun: Maverick” ou "Avatar: O caminho da Água") e 10,5 milhões para o de Christopher Nolan.

Apesar das estimativas conservadores do estúdio Warner Bros. para "Barbie" ficarem pelos 75 milhões de dólares nas bilheteiras até domingo, os estúdios rivais apontam para os 100 a 130 milhões.

Para "Oppenheimer", as previsões indicam um valor acima dos 50 milhões no mercado doméstico.

No que se antecipa ser um fim de semana de grandes emoções nos cinemas, a expectativa também passa por ver se o "boxoffice" na América do Norte com todos os filmes combinados conseguem chegar aos 300 milhões, o que não acontece desde a estreia de "Endgame" em 2019 e só se repetiu mais duas vezes na história do cinema.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.