Ben Affleck pode ter a sua dose de desastres na carreira, mas parece que o trauma maior continua a ser a sua primeira aventura no mundo dos super-heróis: "Demolidor - O Homem Sem Medo", um filme de 2003 que foi um desastre comercial e artístico.

No entanto, existe um "legado" que veio ao de cima numa entrevista com o New York Times e falou da sua filmografia.

Ao perguntarem-lhe como está a correr o projeto que vai realizar em que voltará a ser Batman, o ator recordou quando o estúdio o abordou com a história de "Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça" e soube que a história mais dura era aquela em que queria trabalhar.

"Esse é o filme que quero fazer. Quero fazer parte disso".

"Demolidor" tem responsabilidade nisso, explicou.

"Uma parte da razão é que queria, por uma vez, fazer um desses filmes e fazê-lo bem - fazer uma boa versão. Odeio muito "Demolidor". Frustrou-me. A série da Netflix faz realmente as coisas boas. Sinto que isso estava disponível para nós lá com essa personagem e nunca conseguimos acertar. Queria fazer um desses filmes e de certa forma acertar."

Mais adiante, Affleck adiantou que, com a rodagem de "Justice League" já concluída, está a dedicar todo o seu tempo a "The Batman", explicando que ainda está a trabalhar no argumento para garantir que faz justiça ao legado.

"Sou um verdadeiro crente de não fazer ao contrário para encaixar numa janela [de agenda] ou uma data, mas que quando se consegue a história certa, a ideia certa, a coisa certa, então faz-se o filme".

"Se puder, não há nada que gostasse mais do que fazer um filme icónico sobre Batman. Mas já foi feito. Christopher Nolan fez três filmes realmente muito bons. Não me esqueço disso. Não tenho qualquer pressa em despachar um filme medíocre. Quero certificar-me que, se o fizermos, realmente conseguimos uma óptima versão e uma que é digna do legado de pessoas como Tim Burton, Chris Nolan e Christian Bale".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.