Há um ano, Ben Affleck esteve no programa de Jimmy Kimmel e oficializou a despedida do papel de Batman.

Mas antes, no fim de janeiro de 2017, desistira de ser o realizador e argumentista de "The Batman", o primeiro filme exclusivamente sobre o Cavaleiro das Trevas desde a trilogia de Christopher Nolan com Christian Bale.

Ben Affleck oficializou despedida: "Não sou o Batman"
Ben Affleck oficializou despedida: "Não sou o Batman"
Ver artigo

Nos dois momentos, a versão avançada foi sensivelmente a mesma: não tinha conseguido encontrar uma solução satisfatória para a história e achou que era a altura de deixar outra pessoa tentar. O eleito foi Matt Reeves, da saga "Planeta dos Macacos".

Agora, Ben Affleck revela que afinal existia um argumento bom e foi o seu alcoolismo a grande razão para abandonar o mundo dos super-heróis.

Numa longa entrevista ao jornal New York Times, o ator e realizador explica que o seu pior período de dependência foi entre 2015 e 2016, que coincidiu com a estreia de "Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça" e a rodagem de "Liga da Justiça" (2017).

A produção caótica do segundo filme piorou a situação e também contribuiu para a decisão de retirar-se.

Affleck revela que um amigo lhe explicou o perigo que seria passar por outro complicado filme de super-heróis, principalmente um em que ainda tinha responsabilidades como argumentista e realizador.

"Mostrei a alguém o argumento do 'The Batman'. Disse 'Acho que o argumento é bom. Também acho que vais beber até morrer se voltares a passar outra vez pelo que acabaste de passar", recordou.

Após a saída também como ator, Matt Reeves e o estúdio Warner Bros. escolheram Robert Pattinson. "The Batman" está em rodagem em Londres e chega aos cinemas a 25 de junho de 2021.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.