A história, tal como a do livro original de
Oscar Wilde, é do jovem Dorian Gray que, na Inglaterra Victoriana, permanece eternamente belo e intocado pela passagem do tempo enquanto a sua imagem num retrato vai envelhecendo e ganhando todas as deformidades que espelham a sua personalidade conturbada.

O filme já tinha tido uma
muito celebrada adaptação ao cinema em 1945, com
Hurd Hatfield no papel de Dorian Gray, e regressará agora com a personagem a ser interpretada por
Ben Barnes, que deu nas vistas como Príncipe Caspian no segundo filme da série
«As Crónicas de Narnia».

A película, produzida pelos britânicos Ealing Studios, chamar-se-á apenas
«Dorian Gray» e nela participam ainda
Colin Firth,
Rebecca Hall e
Rachel Hurd-wood. O realizador é
Oliver Parker, que já teve bons resultados em adaptações de trabalhos de Oscar Wilde, nos filmes
«Um Marido Ideal» (1999) e
«A Importância de Ser Ernesto» (2002).

A estreia internacional está agendada já para Setembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.