Blake Lively acaba de conquistar a maior oportunidade da sua carreira.

A atriz americana de 29 anos e esposa de Ryan Reynolds vai liderar o que será potencialmente uma nova saga cinematográfica de espionagem e o 'pedigree' não podia ser melhor pois é dos produtores da saga James Bond, Michael G. Wilson e Barbara Broccoli.

Lively vai protagonizar "The Rhythm Section", o primeiro de uma série de quatro livros de Mark Burnell centrados na personagem de Stephanie Patrick, uma mulher assombrada pelo desaparecimento da sua família num misterioso acidente de avião.

O projeto é muito importante porque é a primeira vez que a família Broccoli apoia outra saga de espionagem, uma vez que nunca se aventuraram para lá de Bond.

O "thriller" de espionagem é descrito como uma adaptação contemporânea do primeiro livro e um "Jason Bourne" no feminino pois a heroína está numa rota de auto-destruição após a morte da família num acidente de avião em que ela também era suposto estar e que, ao descobrir que a queda não foi acidental, adota a identidade uma assassina para encontrar os responsáveis.

Os outros livros que se espera que venham também a chegar ao cinema são "Gemini", "The Third Woman" e "Chameleon".

O mais recente filme de Blake Lively foi "Águas Perigosas" (2016), em que era uma surfista encurralada no rochedo cercada por um tubarão. Outros filmes na carreira são a saga "Quatro Amigas e Um Par de Calças", "As Vidas Privadas de Pippa Lee", "A Cidade", "Green Lantern", "Selvagens", "A Idade de Adaline" e "Café Society".

A rodagem de "The Rhythm Section" coemça ainda este ano e na realização vai estar Reed Morano, considerada uma das revelações de 2015 pela Playlists graças ao filme independente "Meadowland".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.