Cate Blanchett interpreta a madrasta maldosa em «Cinderela» e o jornalista australiano Jonathan Hyla descobriu o que pode acontecer quando a atriz perde a paciência após vários perguntas despropositadas.

Durante uma entrevista na quarta-feira, o jornalista do programa The Project do Canal 10 da Austrália tentou fazer humor com uma série bizarra de perguntas, mas a atriz não ficou bem impressionada com o estilo adotado.

Hyla começou por comentar que Blanchett «parece o tipo de pessoa com a qual se deve abrir uma cerveja e conversar», ao que esta respondeu: «Este encontro não está a correr bem, não bebo cerveja».

Em tom de brincadeira, a atriz, sempre profissional, procurou pouco depois encaminhar a conversa para o motivo do encontro, embora com uma crítica não muito subtil ao tom da conversa: «Regressando ao filme em questão - um de nós tem de fazer o nosso trabalho -, a química entre eles [Lily James e Richard Madden] é espantosa».

Após mais uma série de perguntas a despropósito, Blanchett sugeriu mesmo começarem outra vez e voltou a cumprimentar o jornalista, mas este não aproveitou a oportunidade:

«Pergunta séria: como é que conseguiu que aquele gato fizesse o que queria preso pela trela? Eu tento colocar o gato da minha namorada numa trela e comigo nunca funciona».

E nessa altura, a vencedora de dois Óscares perdeu a compostura...



Pouco depois, Jonathan Hyla agradeceu via Twitter à sua «nova pessoa favorita Cate Blanchett pelo que pode ter sido a melhor pior entrevista», enquanto um representante do The Project afirmou ao jornal britânico Daily Mail Australia que também estavam satisfeitos com o rumo do encontro.

«Ficámos contentes por saber que Hyla e Cate Blanchett partilham o mesmo sentido de humor perverso. É uma das entrevistas mais engraçadas que já fizemos. Existiu muita risota ao longo da entrevista e demasiado conteúdo para mostrar no tempo que tínhamos reservado».