A atriz australiana Cate Blanchett, uma das estrelas de Hollywood que mais se empenha na luta contra o assédio sexual, presidirá ao júri do 71º Festival de Cannes, que se realiza entre 8 e 19 de maio, anunciaram os organizadores.

Blanchett acaba de criar uma fundação, "Time's Up", junto com outras estrelas como Natalie Portman e Meryl Streep, para ajudar as vítimas do assédio sexual.

Com 48 anos, é a décima segunda atriz a presidir o júri de Cannes, quatro anos depois da cineasta neozelandesa Jane Campion. Ganhou dois Óscares, por "O Aviador" (2004) e "Blue Jasmine" (2013), tendo ainda sido nomeada mais cinco vezes. Curiosamente, nunca foi distinguida como atriz pelo festival.

"Vou a Cannes há anos como atriz, produtora e para as festas de gala e sessões de competição, inclusive pelo mercado. Mas ainda não fui pelo mero prazer de aproveitar a abundância de filmes deste grande festival", afirmou a atriz em comunicado.

"Estamos muito felizes de acolher uma artista rara e singular, cujo talento e convicções preenchem as telas de cinema e os palcos de teatro. As nossas conversas com ela prometem que será uma presidente comprometida, uma mulher apaixonada e uma espectadora generosa", afirmaram, por sua parte, Pierre Lescure, presidente do Festival de Cannes, e Thierry Frémaux, delegado-geral.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.