Desde 2011 que Chris Hemsworth é Thor, o poderoso deus do Trovão, e os seus poderes dominaram já o grande ecrã em dois filmes como protagonista e ainda em "Os Vingadores" e a sequela.

Apesar de toda a experiência, o ator revelou que ficou com medo ao saber que ia enfrentar Cate Blachett em "Thor: Ragnarok".

Não tanto por ela ser a vilã Hela e o título que a acompanha, "deusa da morte", impor respeito, mas por ter à sua frente uma atriz deste calibre que já ganhou dois Óscares.

Por isso, Chris Hemsworth ficou surpreendido por descobrir na colega uma profissional de mão-cheia sem a "mania das grandezas".

"Foi bastante intimidador mas ela é uma das minhas pessoas preferidas no planeta", admitiu na convenção Comic-Con em San Diego durante o fim de semana.

"É bom conhecer os nossos heróis e serem tão bons como esperávamos. Ela é apenas incrivelmente maravilhosa e generosa e divertida e foi uma das melhores experiências", acrescentou sobre a compatriota da Austrália.

O ator continuou a carregar nos elogios pela ausência de problemas de ego: "Ela tem o mesmo tipo de atitude que acho que sigo, que é tipo aparecer, fazer o trabalho, divertirmo-nos, tratar toda a gente com respeito e avançar com aquilo. Não há qualquer tipo de lixo. Com alguém àquele nível por vezes esperamos que apareçam com problemas, mas não, ela é apenas fantástica".

"É a forma de estar australiana", rematou com orgulho.

Ainda com Tom Hiddleston, Mark Ruffalo,, Idris Elba, Jeff Goldblum, Karl Urban e Anthony Hopkins, "Thor: Ragnarok" estreia em Portugal a 26 de outubro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.