Cada era tem o seu fascismo. Um filme necessário, para nós, neste momento, sobre o fascismo e o colonialismo. Voltámos a remexer, nos arquivos privados e anónimos da Etiópia, nos fotogramas de filmes do período colonial italiano (1935-36). O erotismo colonial. O corpo nu das mulheres e o «corpo» do filme. Imagens do Duce em África. Fotogramas do corpo de Mussolini e da «massa», em 1945, após a libertação. -

Realizado por Yervant Gianikian e Angela Ricci Lucchi, «Pays Barbare» é exibido hoje, 24 de outubro, às 21h30, na Culturgest; e repete no dia 30, às 16h39, no mesmo espaço.




Saiba mais no MEO Kanal do Doclisboa