O Festival Internacional de Documentário e Curtas-Metragens DokuFest, que se realiza entre hoje e 11 de agosto, na cidade de Prizren, no Kosovo, vai receber um ciclo dedicado às “ficções do real no cinema português”.

No programa especial do festival, vão ser exibidos “China, China”, de João Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodrigues, “Inventário de Natal”, de Miguel Gomes, “Verdes Anos” (foto), de Paulo Rocha, “A Árvore”, de André Gil Mata, “Trás-os-Montes”, de Margarida Cordeiro e António Reis, e “Voodoo”, de Sandro Aguilar.

Na secção de curtas-metragens internacionais, vai estar “Farpões, Baldios”, de Marta Mateus, enquanto “Humores Artificiais”, de Gabriel Abrantes, é exibido na secção “Short Matters”.

Nos documentários internacionais é apresentado “Extinção”, de Salomé Lamas, enquanto a coprodução entre Roménia, Estados Unidos e Portugal “John 746”, de Ana Vijdea, é mostrada na categoria de documentários dos Balcãs.

O festival vai ainda ter um jurado português, contando com Sérgio Gomes, do Porto/Post/Doc (que este ano se vai debruçar sobre as "ficções do real"), no júri dos documentários internacionais.

Segundo a página do evento, o DokuFest é “o maior festival de cinema do Kosovo”, que todos os anos apresenta nos cinemas e em salas de exibição improvisadas espalhadas pelo centro histórico de Prizren uma seleção de mais de 200 filmes de todo o mundo.

O festival conta ainda com exposições, debates, ‘masterclasses’ e concertos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.