O ator mexicano Gael García Bernal esteve esta segunda-feira (15) no Museu Nacional de Antropologia, na Cidade do México, para apresentar "Museu", um filme que retrata o histórico roubo de 100 peças do património arqueológico do país há 33 anos.

García Bernal protagoniza com o também mexicano Leonardo Ortizgris o filme vencedor do Melhor Argumento no último Festival de Berlim. Realizado por Alonso Ruizpalacios, o filme conta a história de dois estudantes que abalaram o México ao executarem um roubo inédito no Natal de 1985.

O filme exalta o México: a sua história, a sua cultura e as suas paisagens, pelas quais Juan (Gael García Bernal) e seu amigo Wilson (Leonardo Ortizgris) viajam após ter roubado na noite de Natal um autêntico tesouro do Museu de Arqueologia.

Juan, um jovem estudante de Veterinária insatisfeito consigo mesmo e hostil com a sua família, especialmente com o seu pai (Alfredo Castro), convence Wilson, o seu fiel amigo incapaz de o contrariar, de roubar o museu, que conhece muito bem por ter trabalhado nele.

O roubo é facilmente executado, mas o que fazer depois com as peças? Os dois amigos não tinham previsto semelhante mobilização no país, atónito perante a perda de um tesouro histórico de valor incalculável, e ainda consternado pelo terrível terramoto que quatro meses antes havia deixado mais de 10 mil mortos.

"Foi uma oportunidade belíssima fazer este filme, ser convidado para este ato de fé", disse emocionado Gael García Bernal, de 39 anos, durante a apresentação do filme que terá a sua estreia internacional no México a 26 de outubro.

"Museu" é a primeira produção original em espanhol do YouTube, e a sua estreia na famosa plataforma acontecerá após chegar aos cinemas nos Estados Unidos, América Latina e Europa, entre novembro e dezembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.