Após dois filmes a proteger o presidente dos EUA, o agente dos serviços Secretos Mike Banning ainda não vai ter direito a reforma.

Gerard Butler assinou contrato para "Angel Has Fallen", a sequela de "Assalto à Casa Branca" (2013) e "Assalto a Londres" (2016) e desta fez será ele o perseguido.

Em consequência, os que estão à sua volta ficarão em risco, nomeadamente o presidente dos EUA, e com muito menos espaço para se defender: afinal, "Angel" é o nome de código do Air Force One, o avião oficial do líder americano.

"Assalto à Casa Branca" acompanhava um grupo de terroristas que invadia a residência do presidente, interpretado por Aaron Eckhart, e o aprisionava. A única salvação vinha de um antigo agente dos Serviços Secretos involuntariamente preso no edifício.

O filme rendeu 161 milhões de dólares em todo o mundo e foi um sucesso surpreendente na primavera de 2013. Ficou ainda famoso por render mais do que outro título com a mesma ideia lançado alguns meses mais tarde, "Ataque ao Poder", com Channing Tatum e Jamie Foxx, em que Hollywood apostava muito mais e acabou por ser um flop.

A sequela, que transferia a história para a capital inglesa, não teve tanto impacto nos EUA, mas foi ainda um sucesso maior a nível internacional: 205 milhões. Em Portugal, foi visto por quase 218 mil pessoas nas salas.

Creighton Rothenberger e Katrin Benedikt, que criaram a saga, vão escrever o argumento do terceiro filme. Ainda não está escolhido um realizador, mas a rodagem deve ocorrer na primeira metade de 2017.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.