Com 34 nomeações entre cinema e TV, a gigante do streaming, que começou a produzir originais há apena seis anos, procura continuar a consolidar o seu lugar na indústria do entretenimento, ainda que continuem a enfrentar muita resistência.

O seu filme "Marriage Story", que mostra a tumultuosa separação de uma atriz, interpretada por Scarlett Johansson, do seu marido, um diretor de teatro narcisista interpretado por Adam Driver, recebeu seis nomeações, enquanto "O Irlandês", epopeia mafiosa de três horas e meia de Martin Scorsese, recebeu cinco. "Dois Papas", dirigido por Fernando Meirelles, que mostra um encontro fictício entre Bento XVI (Anthony Hopkins) e o seu sucessor Francisco (Jonathan Pryce), obteve quatro.

"A Netflix teve um grande ano, acho que irão bem", disse à AFP Tim Gray, editor de prémios e vice-presidente da revista especializada Variety.

Os Globos de Ouro, prémios entregues pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), celebram-se a 5 de janeiro em Beverly Hills e abrem a temporada de prémios mais relevantes de Hollywood - que termina com os Óscares, a 9 de fevereiro.

O último filme de Quentin Tarantino, "Era uma vez em Hollywood", também recebeu cinco nomeações, e "Joker", de Tood Philips, quatro, incluindo de melhor ator para Joaquin Phoenix, favorito ao lado de Adam Driver.

Nessa categoria, os dois atores concorrem com Antonio Banderas pelo seu aclamado papel em "Dor e Glória", longa autobiografia dirigida pelo seu compatriota Pedro Almodóvar, premiado em Cannes. O filme também concorre na categoria de fita de língua não inglesa.

"Não votamos em função do género"

Os Globos de Ouro, que este ano voltam a ser apresentados pelo mordaz Ricky Gervais, estão entre os mais cobiçados prémios do cinema americano e são um indicador importante das possibilidades dos filmes e atores que podem chegar ao Óscar.

Apenas nas categorias de cinema, a Netflix obteve 17 nomeações, com três dos cinco filmes na corrida a melhor drama e um para melhor comédia.

No ano passado, "Roma", de Alfonso Cuarón, recebeu melhor filme estrangeiro, e o cineasta ganhou o prémio de melhor realizador.

"Não me surpreende o domínio, surpreende-me o tamanho desse domínio", disse à AFP o presidente da HFPA, Lorenzo Soria, sobre o poder do gigante do streaming nesta edição.

A Netflix também dominou as nomeações para a televisão, com 17, contra 15 do seu atual rival HBO.

Quatro delas foram para "The Crown", uma série produzida por esta plataforma sobre a família real britânica na qual Olivia Colman interpreta a rainha Elizabeth II.

"The Morning Show" e a dupla de atrizes formada por Jennifer Aniston e Reese Witherspoon deu ao novo serviço de streaming da Apple três nomeações.

Este ano, os membros do júri não incluíram mulheres na lista de nomeados para o prémio de Realização, o que abriu novamente o caminho para protestos.

"Não nos representam (...) Não esperem nenhuma justiça no sistema de recompensas", criticou no Twitter Alma Har'el, diretora do filme "Honey Boy", que não foi nomeado.

"Estou decepcionada", disse Greta Gerwig à AFP. "Adoro o filme que fizemos e é claro que é satisfatório ser homenageado", completou.

"Também há muitos filmes lindos feitos por mulheres estes anos"

Lorenzo Soria, o presidente da Hollywood Foreign Press Association, que organiza os Globos, garantiu à Variety: "não votamos em função do género, votamos em função dos filmes e seus méritos".

Para Tim Gray, "2019 foi um ano muito bom para o cinema" e "todos os realizadores que foram indicados mereceram".

"Também houve muitos homens que não foram incluídos, por isso não acho que seja um simples caso de preconceito contra as realizadores", acrescentou.

A cerimónia dos Globos de Ouro decorre este domingo (a partir da 1h00 da manhã de segunda em Lisboa) e não tem transmissão em direto em Portugal.

LISTA COMPLETA DE NOMEADOS

CINEMA

MELHOR FILME (DRAMA)
"1917", de Sam Mendes
"O Irlandês", de Martin Scorsese
"Joker", de Todd Phillips
"Marriage Story", de Noah Baumbach
"Dois Papas", de Fernando Meirelles

MELHOR FILME (COMÉDIA OU MUSICAL)
"Era Uma Vez... em Hollywood", de Quentin Tarantino
"Jojo Rabbit", de Taika Waititi
"Knives Out - Todos São Suspeitos", de Rian Johnson
"Rocketman", de Dexter Fletcher
"Chamem-me Dolemite" ,de Craig Brewer

MELHOR REALIZAÇÃO
Bong Joon Ho ("Parasitas")
Sam Mendes ("1917")
Todd Phillips ("Joker")
Martin Scorsese ("O Irlandês")
Quentin Tarantino ("Era Uma Vez...")

MELHOR ATOR (DRAMA)
Antonio Banderas ("Dor e Glória")
Christian Bale ("Le Mans '66: O Duelo")
Adam Driver ("Marriage Story")
Joaquin Phoenix ("Joker")
Jonathan Pryce ("Dois Papas")

MELHOR ATRIZ (DRAMA)
Cynthia Erivo ("Harriet")
Scarlett Johansson ("Marriage Story")
Saoirse Ronan ("Mulherzinhas")
Charlize Theron ("Bombshell")
Renée Zellweger ("Judy")

MELHOR ATOR (COMÉDIA OU MUSICAL)
Daniel Craig ("Knives Out")
Leonardo DiCaprio (Era Uma Vez... em Hollywood")
Taron Egerton ("Rocketman")
Roman Griffin Davis ("Jojo Rabbit")
Eddie Murphy ("Chamem-me Dolemite")

MELHOR ATRIZ (COMÉDIA OU MUSICAL)
Awkwafina ("The Farewell")
Ana de Armas ("Knives Out")
Beanie Feldstein ("Booksmart: Inteligentes e Rebeldes")
Emma Thompson ("Late Night")
Cate Blanchett ("Onde Estás, Bernadette?")

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
Brad Pitt ("Era Uma Vez... em Hollywood")
Anthony Hopkins ("Dois Papas")
Tom Hanks ("A Beautiful Day in the Neighborhood)
Al Pacino ("O Irlandês")
Joe Pesci ("O Irlandês)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
Kathy Bates ("O Caso de Richard Jewell")
Annette Bening "(The Report")
Laura Dern ("Marriage Story")
Jennifer Lopez ("Ousadas e Golpistas")
Margot Robbie ("Bombshell")

MELHOR ARGUMENTO
Era Uma Vez... em Hollywood
O Irlandês
Marriage Story
Parasitas
Dois Papas

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
A Despedida" (EUA, mas cuja língua principal não é o inglês)
Dor e Glória (Espanha)
Os Miseráveis (França)
Parasitas (Coreia do Sul)
Portrait de la jeune fille en feu (França)

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
Como Treinares o Teu Dragão: O Mundo Secreto
Frozen II: O Reino do Gelo,
Mr. Link
O Rei Leão
Toy Story 4

MELHOR BANDA SONORA ORIGINAL
1917
Joker
Marriage Story
Mulherzinhas
Os Órfãos de Brooklyn

MELHOR MÚSICA ORIGINAL
"Beautiful Ghosts" (Cats) — Taylor Swift & Andrew Lloyd Webber
"I'm Gonna Love Me Again" (Rocketman) — Elton John & Bernie Taupin
"Into the Unknown" (Frozen 2) — Robert Lopez & Kristen Anderson-Lopez
"Spirit" (O Rei Leão) — Beyoncé Knowles-Carter, Timothy McKenzie & Ilya Salmanzadeh
"Stand Up" (Harriet) — Joshuah Brian Campbell & Cynthia Erivo

TELEVISÃO

MELHOR SÉRIE (DRAMA)
"Big Little Lies"
"The Crown"
"Killing Eve"
"The Morning Show"
"Succession"

MELHOR ATOR (SÉRIE DRAMA)
Brian Cox ("Succession")
Kit Harington ("A Guerra dos Tronos")
Tobias Menzies ("The Crown")
Billy Porter ("Pose")
Rami Malek ("Mr. Robot")

MELHOR ATRIZ (SÉRIE DRAMA)
Jennifer Aniston ("The Morning Show")
Olivia Colman ("The Crown")
Jodie Comer ("Killing Eve")
Nicole Kidman ("Big Little Lies")
Reese Witherspoon ("The Morning Show")

MELHOR SÉRIE (COMÉDIA)
"Barry"
"Fleabag"
"The Kominsky Method"
"The Marvelous Mrs. Maisel"
"The Politician"

MELHOR ATOR (COMÉDIA OU MUSICAL)
Michael Douglas ("The Kominsky Method")
Bill Hader ("Barry")
Ben Platt ("The Politician")
Paul Rudd ("Living With Yourself")
Rami Youssef ("Ramy")

MELHOR ATRIZ (COMÉDIA OU MUSICAL)
Christina Applegate ("Dead to Me")
Rachel Brosnahan ("The Marvelous Mrs. Maisel")
Kirsten Dunst ("On Becoming a God in Central Florida")
Natasha Lyonne ("Russian Doll")
Phoebe Waller-Bridge ("Fleabag")

MELHOR TELEFILME OU MINISSÉRIE
"Catch 22"
"Chernobyl"
"Fosse/Verdon"
"The Loudest Voice"
"Unbelievable"

MELHOR ATOR EM TELEFILME OU MINISSÉRIE
Russell Crowe ("The Loudest Voice")
Jared Harris ("Chernobyl")
Sam Rockwell ("Fosse/Verdon")
Christopher Abbott ("Catch 22")
Sacha Baron Cohen ("The Spy")

MELHOR ATRIZ EM TELEFILME OU MINISSÉRIE
Joey King ("The Act")
Katilyn Dever ("Unbelievable")
Helen Mirren ("Catherine the Great")
Michelle Williams ("Fosse/Verdon")
Merritt Wever ("Unbelievable")

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU TELEFILME
Alan Arkin ("The Kominsky Method
Kieran Culkin ("Succession")
Andrew Scott ("Fleabag"
Stellan Skarsgård ("Chernobyl")
Henry Winkler ("Barry")

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU TELEFILME
Patricia Arquette ("The Act")
Toni Collette ("Unbelievable")
Meryl Streep ("Big Little Lies")
Emily Watson ("Chernobyl")
Helena Bonham Carter ("The Crown")

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.