Com 18 meses de atraso, está prestes a chegar aos cinemas "007: Sem Tempo Para Morrer", o quinto e último filme de Daniel Craig como James Bond.

Em entrevistas, Barbara Broccoli voltou a reiterar que a personagem James Bond continuará a ser representada por homens.

"James Bond é uma personagem masculina. Espero que haja muitos, muitos filmes feitos com mulheres, para mulheres, por mulheres, sobre mulheres", destacou a veterana produtora da saga em declarações à agência noticiosa britânica Press Association.

James Bond está de volta ao cinema após adiamento de 18 meses provocado pela pandemia
James Bond está de volta ao cinema após adiamento de 18 meses provocado pela pandemia
Ver artigo

"Penso que não temos de pegar numa personagem masculina e ter uma mulher a representá-lo. Portanto sim, vejo-o como um homem. E estou um pouco em negação, adoraria que o Daniel continuasse para sempre", acrescentou a pessoa que tem o poder de tomar as principais decisões sobre os filmes com o meio-irmão Michael Wilson.

Numa outra entrevista, Barbara Brocolli confirmou que os dois ainda não estão na fase de pensar no sucessor e atirou essa decisão para 2022: agora, o tempo é de festejar a era do atual James Bond com o novo filme, "007: Sem Tempo Para Morrer" (a partir desta quinta-feira em Portugal).

"Não estamos a pensar nisso de todo. Queremos que o Daniel tenha o seu tempo de celebração. No próximo ano iremos pensar no futuro", disse esta segunda-feira ao programa Today (a partir das 2h48m) da BBC Radio 4.

TRAILER.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.