A Netflix conseguiu um grande trunfo para as suas produções originais que rivalizam com as do cinema: Mark Wahlberg.

Aquele que é, segundo a revista Forbes, o ator mais bem pago do mundo após destronar Dwayne Johnson, chegou a acordo com a plataforma de streaming para ser o protagonista de "Wonderland".

Trata-se de uma adaptação dos livros de Robert B. Parker e Ace Atkins à volta de um antigo pugilista de Boston (de onde é Wahlberg) que se tornou detetive privado e que já deu origem a uma série de TV, "Spenser: For Hire", que durou três temporadas entre 1985 e 1988 com Robert Urich.

O filme vai afastar-se dos livros, na medida em que começa com Spenser a sair da prisão e sem a licença de investigador particular, acabando por voltar a entrar no submundo do mundo do crime de Boston.

O acordo inclui o realizador Peter Berg, renovando uma parceria com Mark Wahlberg que já vai em quatro filmes depois de "O Sobrevivente" (2013), "Horizonte Profundo - Desastre no Golfo" (2016), "Patriots Day - Unidos Por Boston" (2016) e o ainda inédito "Mile 22" (estreia em agosto).

Robert B. Parker escreveu 40 livros de mistério à volta da personagem até à sua morte em 2010 e Ace Atkins continuou a saga, já com oito títulos, incluindo "Wonderland". Uma vasta mitologia disponível que tanto a Netflix como de Berg e Wahlberg esperam que possa ser prolongada por mais do que um filme.

"Wonderland" ainda não tem data de estreia prevista.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.