A rodagem de "Silêncio" terminou a 15 de maio e com a estreia nos EUA marcada para 23 de dezembro, Martin Scorsese está numa corrida contra o tempo para o terminar na sala de montagem.

De tal forma que ainda não existe um trailer e são conhecidas poucas fotografias oficiais do filme aguardado com grande expetativa e forte candidato aos próximos Óscares.

A adaptação de um romance de Shusaku Endo sobre um grupo de jesuítas portugueses no século XVII perseguido pelo seu trabalho de evangelização em lugares remotos do Japão era um sonho com mais de 25 anos do famoso realizador.

No entanto, trazer o filme com Andrew Garfield, Liam Neeson e Adam Driver implica mais um sacrifício: cortar na duração. Nada a que, aliás, Scorsese já não esteja habituado: consta que eliminou pelo menos uma hora para "Gangs de Nova Iorque" (2002) ficar nos 167 minutos.

Em meados de agosto, constava que "Silêncio" seria o mais longo da sua carreira, com 195 minutos, ultrapassando as três horas de "O Lobo de Wall Street" (2013).

Mais recentemente, Andrew Garfield disse que viu uma versão com 170 minutos e não se importava que nunca mais acabasse.

Agora, de acordo com o produtor Irwin Winkler, "Silêncio" está nos 159 minutos e ainda pode descer mais.

Declarou ainda que é o melhor filme da carreira de Scorsese, que finalmente ganhou os Óscares com "The Departed - Entre Inimigos" (2006).

Vale a pena levar a opinião a sério: Winkler também produziu "O Touro Enraivecido" (1980) e "Tudo Bons Rapazes" (1990), que costumam integrar qualquer TOP da carreira do lendário cineasta.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.