O cineasta suíço Claude Goretta, que realizou "Uma Rapariga Frágil" (1977), morreu em Genebra aos 89 anos, informou o seu filho à agência AFP esta quinta-feira.

Goretta esta doente há vários anos.

"Morreu na quarta-feira à tarde na sua casa em Genebra, rodeado pela sua família", disse Lucas Goretta, por telefone.

Nascido em 23 de junho de 1929 em Genebra, o cineasta também trabalhou em televisão e foi produtor e argumentista.

Depois de estudar direito, Claude Goretta começou no mundo do cinema e com o amigo, o também realizador suíço Alain Tanner, trabalhou nos arquivos do British Film Institute, em Londres.

A partir de 1958, realizou documentários e reportagens para a televisão suíça TSR, além de realizar curtas-metragens de ficção com o diretor suíço Michel Soutter.

Em 1968, fundou a produtora do Grupo 5, com Alain Tanner, Jean-Louis Roy, Michel Soutter, Yves Yersin e Jean-Jacques Lagrange.

É autor de cerca de 40 filmes, incluindo "O Convite" (1973) e "A Provinciana" (1980), mas o mais popular e reconhecido é "Uma Rapariga Frágil", que valeu um BAFTA de atriz mais promissora da Academia de Cinema e Televisão Britânica a Isabelle Huppert.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.