Martin Scorsese diz que os filmes da Marvel "não são cinema", comparando-os antes a "parques de diversão" e não dramas humanos genuínos onde os atores se safam como podem.

O lendário cineasta de "Taxi Driver", "O Touro Enraivecido" e "Tudo Bons Rapazes", que ganhou finalmente os Óscares com "The Departed", estava a responder a uma pergunta sobre a proliferação do género de super-heróis e o Universo Cinematográfico Marvel, durante uma entrevista à revista de cinema Empire que teve como pretexto "O Irlandês", o seu novo filme para a Netflix, onde junta Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci.

Scorsese diz que tentou, mas não conseguiu entrar no estado de espírito para apreciar os filmes.

"Não os vejo. Tentei, sabe? Mas isso não é cinema", garantiu.

"Honestamente, o mais que posso pensar deles, tão bem feitos como são, com atores a fazer o melhor que podem dentro das circunstâncias, é parques de diversão", acrescentou.

"Não é o cinema de seres humanos a tentar transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano", concluiu.

"O Irlandês" fica disponível na Netflix a 27 de novembro.

VEJA O TRAILER.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.